Mãe de Primeira Viagem 

A primeira road trip do nosso baby viajante aconteceu quando ele tinha apenas 7 semanas. Confesso que pela primeira vez na vida fiquei insegura na hora de viajar e quase que desanimei. Muita coisa pra arrumar e medo de dar algo errado eram os sentimentos que rondavam na minha cabeça o tempo todo. Normal para uma mãe de primeira viagem, não?

Acredito que esses pensamentos também são parte do processo de adaptação da nova vida e do pós parto, afinal mal se passaram apenas dois meses desde que ele nasceu.

Depois de respirar bem fundo, o desejo de viajar falou mais alto (claro!), então colocamos tudo no carro e partimos para nossa aventura a alguns quilômetros  pro sul de Sydney.

E adivinhem só? O nosso baby viajante parece mesmo que nasceu pra isso. Dormiu as 3h direto no carro e se comportou direitinho por toda a viagem. Estávamos preparados para parar de 1 em 1 hora e amamentar, acalmar ou trocar se fosse necessário, mas não foi.

Algo que tenho que destacar aqui é que a colaboração do papai na hora da decisão e durante a viagem também foi fundamental.

O hug a Bub – esse tecido de segurar o bebe ajudou muito.

Também tiveram outras atitudes que foram essenciais para o sucesso dessa viagem e a primeira delas foi a paciência pois a diferença de viajar sozinhos e a de viajar com um bebe e ainda recém nascido, e que você precisa abrir mão de muita coisa, como por exemplo horas de sol na praia já que não pra ficar na areia o dia todo com ele.

Um dos fatores mais importante  do sucesso dessa viagem foi a decisão de termos escolhido alugar uma casa ao invés de ficar em um hotel pois tivemos acesso a cozinha e a mais espaço de lazer para toda a família, afinal agora não da mais pra passar o dia todo batendo perna por ai.

Usei o www.airbnb.com.au para fazer a reserva e foi ótimo! Alugamos uma super casa que acomodava perfeitamente 10 pessoas por $200 dólares por noite. Mais barato que muita cama de hostel aqui na Austrália.

O legal desse site é que pessoas comuns alugam suas próprias casas o que faz com que a estrutura do local seja muito boa.

Em muitos dos casos trata-se da própria residência de quem esta alugando, o que faz ser possível encontrar lugares incríveis. Essa mesmo que pegamos tinha tudo! E estava impecável.

Se você ainda não tem cadastro no Airbnb use esse link abaixo e eu e você ganharemos um credito de aproximadamente $50 dólares australianos pra nossa próxima reserva, não é o máximo?

www.airbnb.com.au

O aplicativo do airbnb é muito fácil de usar e o site é super seguro. Ele verifica a identidade de quem aluga e esta alugando e além disso você paga pelo site para não ter que negociar o pagamento com a pessoa da casa. Tudo muito prático e confiável.

***Veja tudo sobre como usar o AIRBNB nesse post AQUI. 

Outras dicas importantes para o sucesso da sua viagem com bebe:

  • Viaje com pessoas que tenham bebês ou que tenham afinidade com crianças pois elas vão precisar entender que o tempo o seu tempo é diferente, por exemplo quando você esta pronta para sair para um passeio e precisa acalma-lo, amamentar ou trocar novamente o bebe que pode atrasar o compromisso em algumas horas. Outra coisa é que criança chora e nem todo mundo esta disposto a ouvir. E o mais importante, você vai precisar em algum momento de uma mãozinha e se estiver com alguém que tenha alguma experiência vai ser ótimo
  • Procure um destino que você seja familiar, saiba o que esperar sem surpresas e que a distancia seja razoável antes de tentar algo totalmente novo. Você já vai ter ansiedade demais pelo bebe, não vá para o seu destino dos sonhos de cara pois pode acabar tendo suas férias frustradas.
  • Use a primeira viagem como experiência para testar a adaptação do seu bebe. Costumo dizer que um amigo adulto você só conhece mesmo viajando com eles, para um bebe não é diferente.

Sobre o destino ficamos na regiao do Conjola National Park com praias, caminhadas e muitos cangurus soltos.


  

Particularmente cada vez mais acho que pra qualquer lugar que formos na Australia vai sempre valer a pena!

Veja mais dicas de Mãe e outras viagens que fizemos com nosso bebê AQUI. 

***Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada hospedagem, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Roteiro para brasileiros em Sydney

Dando continuidade ao meu ultimo post Roteiro para Brasileiros na Australia, agora vai para vocês o melhor de Sydney em 10 dias.Opera house roteiro sydney

Este roteiro também pode ser esticado para 15 dias se fizer as cidades menores dos arredores com mais calma. Ou uma opção também é deixar alguns dias para os locais que mais gostar, como por exemplo a sua praia preferida.

Dia 1 – Opera House e Harbour Bridge Não tem como chegar na Austrália e não querer ir correndo ver o principal cartão postal do país. O local é lindo tanto de dia quanto a noite então tenha certeza de visita-los dos dois jeitos.

Opera Bar Sydney Australia

Nesse mesmo dia você pode ir no Botanic Garden, do lado direito da Opera House. Prepare-se para andar bastante (como em tudo aqui) pois o parque é enorme e indispensável caminhar por todos os seus cantinhos pois tem vários pontos legais. Se tiver tempo passe o dia lá, faça um picnic e admire o incrível mix entre altos prédios cheios de escritórios e natureza, esportistas e homens de negócio em plena cidade e no meio da semana relaxando por lá.

Fiz um video a algum tempo atrás falando um pouco do passeio de barco que fiz saindo da Opera House também, confiram:

Do lado esquerdo da Opera House fica o bairro mais antigo de Sydney, o The Rocks com prédios de pedra lindos.

Nas sextas feiras e domingos tem uma feira de rua que também é bem legal. Um dos meus lugares favoritos na cidade!

the rocks sydney

Quando for noite, se puder jante em um dos restaurantes com vista para a água ou pelo menos tome um drink no Opera Bar, imperdível!

Não se preocupe em gastar muito na Opera House em sí de cara no primeiro dia pois com certeza você verá o local em outras oportunidades como quando for pegar o ferry para Manly conforme as descrições abaixo.

→ Dia 2 – Lado Norte da Ponte / Manly Beach – Saindo da estação de trem Circular Quay onde fica a Opera House você pega o Ferry para o outro lado da ponte ou da cidade. O Ferry em si já é um passeio perfeito.

circular quay

Manly é o lugar escolhido por muitos brasileiros para morar pois apesar de estar perto da cidade é tranquilo e tem clima de praia com facilidades de cidade grande. A minha favorita é Shelly Beach. Saindo do Ferry caminhe para a esquerda até o final e você chegará numa linda praia de conchinhas.

Praia linda australia

Se tiver mais tempo em Sydney, o lado norte tem praias imperdíveis como Curl Curl Beach a Palm Beach.

praia norte sydney

Mas só faça essas se realmente for ficar mais de 10 dias senão acho que não vale a pena devido a distancia pois precisa de pelo menos mais um dia lá.

Veja aqui outras Praias com piscina em Sydney

praia com piscina

→ Dia 3 –  Também do lado de lá da ponte fica o Taronga Zoo  que é o maior da cidade (Se não for da Austrália). Dá pra passar o dia lá vendo Cangurus, Coalas e outros animaizinhos bem interessantes. O Zoológico tem vista pra cidade e tem um teleférico muito legal. Eu que não sou muito chegada nesse tipo de passeio fiquei o dia todo lá. A não ser que você tenha ido em outros zoológicos em Gold Coast como já contamos aqui por exemplo, acho que vale muito a pena ir nesse.

roteiro brasileiros sydney

→ Dia 4 –  Darling Harbour – Fica na cidade também e perto da Opera House (Dá pra fazer tudo num dia se estiver com tempo apertado). Aqui ficam o Museu de Cera Madame Tussauds que super recomendo caso não tenha visto ainda em outro pais. Nós fomos em Londres e adoramos. Aqui também tem o Aquário do Sea World que é muito legal. Esse também fizemos na Inglaterra e na Gold Coast que é maior, se não tiver feito ainda não perca aqui.

chinatown sydney

Reserve algum tempo para ir a Chinatown que fica a uns 5 minutos daqui onde você pode se sentir na Asia, experimentar comidas diferentes – bem diferentes e ainda acabar no Paddy’s Market, o lugar perfeito para comprar lembrancinhas da Australia no melhor preço possível.

Fiz um video no Mercado de rua de sexta-feira olhem só que diferente

Ali também fica o Chinese Garden que recomendo para um chá da tarde que pode ser comprado junto com o ticket e é o perfeito lugar para repor as energias e parar por um pouquinho após um longo dia.

Chinese Garden

Outros museus também estão localizados nessa região caso tenha interesse mais nesse tipo de turismo.

A Darling Harbour também tem uma vibe muito legal a noite, perfeito para fechar o dia com um jantar ou drinks com uma vista perfeita. Tem fogos todos os sábados a noite e é muito legal.

→ Dia 5 – Compras –  Separe pelo menos 1 dia ou algum momento (Novamente se a agenda estiver apertada encaixe em algum dos dias acima).

Passear pela George Street que é a avenida principal da cidade e ver as lojas, os prédios e tudo o que acontece por aqui é um “must to do”. Tenha certeza de passar pelo QVB – Queen Victoria Building que é um prédio lindo que fica na estação de trem Town Hall com muitas lojas legais.

Na frente tem o Meyer Shopping e o David Jones com lojas mais sofisticadas mas que valem o passeio. Por ali perto também fica a loja da Apple para os interessados 🙂

Apple Store Sydney

Tenha certeza de passar na Martin Place que é onde ficam os prédios do governo e onde foi filmado cenas do filme Matrix!!!

city sydney

Neste mesmo dia ou em algum outro que esteja na cidade não deixe de passar no Hyde Park e na St Marys Catedral que também fica ali no meio de tudo isso e que merece pelo menos uma foto.

Falando mais em compras, arranje um espaço na agenda para visitar a Target e o Kmart que são as principais lojas de departamento e sempre tem boas promoções para casa, presentes e roupas principalmente para criança. É aqui que o excesso de bagagem se vai…

IMG_3674→ Dia 6 – Bondi Beach – A praia mais famosa da Austrália. Seja pelo número de backpackers, jovens e surfistas bronzeados ou pela vibrante atmosfera do lugar. Vale a pena passar o dia, o pelo menos meio nas areias lotadas desse pedacinho de Austrália. Lá também tem uma das conhecidas piscinas com agua do mar.
praias lindas australia

De lá mesmo você pode sair para fazer o caminho entre Bondi e Coogee beach. Nem preciso falar da vista desse caminho né? Rochas, mar com cor incrível e fitness pra todo lado. Esse caminho leva em torno de 1 hora então prepare o fôlego. Se sobrar algum continue depois de Coogee e ainda vai passar por outras praias perfeitas.

coogee beach

Uma das minhas preferidas é Bronte com bom lugar para picnic e churrasco, e Clovelly perfeita para Snorkeling e também com piscina de água do mar.

praia sydney

→ Dia 7 – Mais Praias –  Sydney tem praias pra todos os lados e mesmo morando a 3 anos tenho certeza que não conheço nem metade ainda, então não espere conhecer todas. Se realmente for louco por praia e esse for seu objetivo aqui, tente ir até Cronulla que é uma das que ficam mais longe ao Sul com larga faixa de areia. Mas se não tiver tempo pra perder fique com pelo menos La Perouse, uma das minhas favoritas e ainda bem perto da city. Vale a pena pelo menos meio dia lá.
la perouse sydney

Outra praia ou região imperdível é a de Watsons Bay. Tem várias praias pequenas perto é são lindas. Valem boas caminhadas. Aqui também se faz o Stand up paddle que é um dos meus esportes favoritos.

praia com natureza

Esse dia também vai depender da época do ano que você vier, se for no inverno pode ir para tomar um café ou almoçar, mas não via querer passar mais tempo do que isso nessas praias.

→ Dia 8 – Blue Mountains – Prepare-se para quebrar o clima de praia e aproveitar um pouco de Serra. Se você tiver apenas 2 dias em Sydney por acaso, esse seria um dos lugares que com certeza te diria pra ir.  Se vier no inverno tem chance de em algum momento ver neve por lá.

Blue Mountainsblue mountains roteiro sydney

Também dá pra passar a noite, super romântico!

→ Dia 9 – Morisset– Cidade para ver Cangurus – De novo, se o tempo for curto tente juntar o dia 8 com o dia 9 que estão meio que na mesma direção e os dois dá pra fazer de trem.
cangurus
→ Dia 10 Deixe esse dia de reserva para fazer tudo o que não deu tempo, ou o que gostaria de repetir ou ainda, conheça alguma outra praia. Opção com certeza não falta!

Alguns locais que não entram em um dia específico do roteiro mas são imperdíveis:

  • Visite a Hillsong Church – A maior igreja da Oceania e uma das maiores do mundo. Conhecida mundialmente pelas suas músicas e quantidade de jovens frequentadores
  • Prove as diferentes sorveterias da cidade, a Messina é a minha favorita
  • Outro lugar que descobri recentemente e que vale a visita é o Royal National Park no Sul de Sydney. Vou tentar fazer um post logo sobre o lugar que é incrível. Mistura de Verde e praia que não se descreve!img_2314
  • Visite os bairros mais interessantes como Surry Hills e Newtown com excelente opções de Jantar e muita gente interessante pra ver. *Fico devendo aqui um post com as minhas opções favoritas de restaurantes e cafés.  Assim que possível faço um post sobre eles

bairros de sydney

  • Visite os diversos parques perdidos pela cidade como o Centennial park que é tão grande que chega ter dentro outro menor, o Moore Park, o Rushcutters Bay com linda vista. Todos eles perfeitos para exercícios e caminhadas.

parques de sydney

  • Tome um perfeito e demorado café da manha Australiano!
  • Ande de bicicleta pelas diversas ciclovias da cidade
  • O maior Wet’n Wild do mundo fica em Sydney. Ainda não fui no daqui porque é novo, mas não vejo a hora.
  • Visite os markets de frutas, flores, comidinhas e roupas espalhados por todos os cantos principalmente aos sábados

feiras sydney

É isso ai, espero que aproveitem e gostem dessa cidade linda que escolhi pra chamar de minha e se já decidiram vir e precisam tirar o visto de turista é só dar uma olhadinha nesse post.

Quer saber mais detalhes sobre o nosso roteiro ou ainda receber os detalhes de quanto gastamos por dia numa viagem dessas? Siga o blog e deixe seu e-mail nos comentários abaixo que mando tudinho para vocês.

Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada reserva, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Dicas de Sydney com criança

Pra aqueles que nos acompanham pelo facebook ou Instagram já sabem que minha família veio nos visitar do Brasil pela primeira vez em 2014/2015 e tivemos que  fazer todos aqueles passeios turísticos por Sydney (Dessa vez com criança) que já tínhamos feito quando chegamos aqui em 2012. Relembrar o nosso início de Austrália foi uma delícia!Blue Mountains o que fazer

Meu sobrinho estava na época com apenas 3 anos e ainda era difícil pra ele caminhar muito e por isso eu estava bem preocupada em relação a alguns passeios, por exemplo o de Blue Mountains  que como tinha comentado no primeiro post é um passeio imperdível mas que exige muita caminhada.

Central Station

Austrália com criança
Austrália com criança

Nosso roteiro para Blue Mountains de Trem

O que fizemos dessa vez foi exatamente assim: pegamos o trem na Central Station direto para Katoomba (passa de 1 em 1 hora durante todo o dia). Preparamos picnic para a viagem pois ela dura aproximadamente 2 horas.

Blue Mountains

Fazendo bagunça no caminho (Tenho que aproveitar para dizer que adoro a cor desse trem!)

Ao chegarmos em Blue Mountains pegamos um taxi pois era quase mesmo valor do ônibus para 3 adultos (aproximadamente $9 dolares) e fomos direto para o Echo Point que é o mirante  principal para avistar as Three Sisters, a parte mais indispensável do passeio.

Echo point IMG_4079Lookout Blue Montains

A vista que se tem de lá é inexplicável com muito verde e formações rochosas bem diferentes. Com certeza o passeios valeu muito a pena!!!

Apesar de ter sido em janeiro e em pleno verão tinha chovido no dia anterior e estava bem friozinho isso ajudou ainda mais para que fosse tudo perfeito e que pudéssemos  aproveitar o clima da cidade que é ligeiramente mais fria do que Sydney, ou seja levar casaco, toca e bota independente da época do ano nunca é demais.

Veja nesse post como é o inverno em Sydney!

Inverno na AustraliaIMG_4145

Fizemos algumas outras caminhadinhas leves de aproximadamente 15 minutos e deu pra ver bastante coisa.

Indo pela trilha pelo lado direito do Echo point saímos aqui. Esse ponto da pra ver examante de onde sai o Bondinho que pegamos na outra vez que fomos para lá.

IMG_4204trilhas na AustraliaIMG_4195

Como tudo na Austrália, a região também muito bem sinalizada e com corrimão para todos os lados garantindo a segurança.
Na volta decidimos pegar o ônibus e dar uma volta ao redor e ver mais um pouco da região.  Blue Mountains tem casinhas lindas por todos os lados.

Blue Mountains

Para quem quer ficar a noite lá também recomendo. Vejam esse hotel que lindo 

***Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada reserva, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Diversidade cultural em Sydney

Uma das coisas que eu mais gosto na Austrália é a diversidade cultural que se pode encontrar por aqui. Nasci e cresci numa cidade fronteira com mais dois países e que acolhe mais de 70 etnias, trabalhei a vida toda com turismo e consequentemente conheci gente de várias partes do mundo, o tempo todo. Isso me fez ser uma pessoa apaixonada pelo multiculturalismo.

Aqui em Sydney esse fator é ainda mais marcante pois a Australia é uma pais de imigrantes. Já cheguei a ouvir que 25% apenas da população é de fato Australiana, e eu não duvido. Ja perdi as contas das pessoas de diferentes países que conheci, e não consigo pensar em um que não tenha visto ainda. Desde Lituânia que eu nem nunca tinha ouvido falar antes, ate Ilhas Fiji, que inclusive é muito comum pela proximidade.

Este vídeo mostra essa realidade, ou seja como uma mesa de um restaurante aqui na Australia pode ser tão diversificada pela nacionalidade ou origens dos presentes.

Isso acaba sendo uma excelente oportunidade de aprender um pouco mais sobre outras culturas, além de ser muito divertido.

Prato Belga do Restaurante Le Pain no The Rocks em Sydney 

20140223-125246.jpg

Resumindo, se você gosta de conhecer pessoas de todas as partes, a Australia (em especial Sydney) é o lugar para estar. Temos restaurantes dos mais comuns como Italianos, como mais diferentes tipo Belga, ou mesmo o Tailandês que aqui é possível encontrar literalmente em cada esquina.

Pad Thai e fried Rice – Típicos Tailandeses – Muito bom!!!

20140223-125434.jpgRestaurantes Brasileiros tem de montes também, o que requer um post exclusivo para uma outra hora, já que até os nossos queridos brigadeiros tem caído no gosto por aqui.

Espero que gostem do video! Meu sangue paraguaio “falou” mais alto!

Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada hospedagem, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Byron Bay – O destino na Australia

 

Nunca pensei muito sobre como seria Byron Bay esse destino tão badalado na Australia. Não esperei nada demais, não planejei muito pois tive uma temporada bem agitada antes da viagem e dessa vez deixei rolar pra ver o que iria acontecer.

20131228-230029.jpg

Sempre ouvia muita gente dizer “amo Byron” mas não sei porque, nunca perguntei o que causava essa atração pelo lugar e no final das contas tivemos uma ótima surpresa!

É que diferente de outras cidades de praia, Byron não se explica. Você precisa ir até lá e viver o lugar. É uma cidade conhecida como a Capital Hippie, e concordo. Dá pra ver muita gente alternativa por aqui do tipo “Paz e amor“, sabe?

Mas, apesar de ter cara de cidadezinha, tem suficiente infraestrutura, muito melhor que grandes cidades por ai. Lojinhas de marcas famosas, mercados, bons restaurantes até tarde (O que é uma das coisas mais difíceis de encontrar durante a viagem já que os Australianos jantam super cedo – entre 6 e 7 da noite), e muita, muita gente jovem.

20131228-230111.jpgNessa vibe de ir sem rumo e planejamento, deixamos para reservar o Hotel em cima da hora e acabamos pagando $200 numa diária neste hotel que nem fica exatamente em Byron, mas sim numa outra cidadezinha próxima. Ainda bem que o o hotel era arrumadinho e bem novinho pelo menos. Acho que fazendo a reserva antecipada até dá pra pegar tarifas melhores lá mesmo. Ele fica em frente a um lago super tranquilo.

Ou seja, se você esta planejando ir para Byron Bay, esteja preparado para um pouco mais de gente que esta acostumado a ver, a pagar um pouco mais num hotel do que em qualquer outro lugar da costa, de Sydney até Gold Coast que é pra onde fomos.
Mas posso falar: Nem que seja por uma noite vale a pena!

Se quiser saber um pouquinho mais sobre a nossa viagem de carro pela Austrália, o link esta aqui. 

E neste link o nosso roteiro completo pela Austrália. 

*E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais 🙂

O que fazer em Blue Mountains

Nesse post vou falar um pouco dessa Campos do Jordão ou ainda, porque não, Petrópolis ou Gramado australiana. Como toda cidade de campo, interior ou montanha, Blue Mountains  tem seu próprio charme e romantismo no ar, simples assim. Na verdade, bem simples…Diferente de algumas dos “refúgios de inverno” do Brasil, aqui a cidade tem um tom natural e parece ser exatamente isso. Image

Muita gente se pergunta como ir até lá, excursão, carro ou trem? Fui duas vezes de trem e uma de carro, particularmente, acho que trem é uma ótima e econômica opção (Veja o post aqui). É só ir direto para Katoomba (Aproximadamente 2h de Sydney), onde fica o centrinho e ai poderá caminhar dependendo do roteiro que pretende fazer.

Você não precisa de muito para gostar de desse pedacinho do céu, só de estar lá, e principalmente para quem gosta de inverno, poder usar um cachecol ou um casaco a mais já vai ser muito legal.

Chocolate quente com uma vista incrível, lojinhas e caminhadas por lindas paisagens, incluindo as das mansões por lá vão ser só mais detalhe.

Dicas para aproveitar o máximo de Blue Mountains

1)      Charles Darwin Walk

Image

Esta é a minha opção preferida – fazer um caminho totalmente diferente do básico, a trilha de Charles Darwin e caminhar (muito) até o topo. No caminho cachoeiras, escadarias de pedras, e muita natureza. No final, um restaurante maravilhoso para relaxar.  Vá de tênis e preparado para andar o dia todo, mas vale a pena.

2)      Scenic Sky / Lifts – Seriam os “bondinhos” deles aqui, tem 3 e são caros, legais mas achei muito pequenos os percursos pelo preço que cobram.  Acho que vale muito mais a pena andar, andar e andar.

Image

De qualquer forma, qualquer lado e qualquer jeito, Blue Mountains é sem dúvida uma opção imperdível para quem esta por aqui. Vamos aproveitar!!!

Se quiser saber mais sobre o que fazer e onde ficar em Sydney veja nesse post aqui

***Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada reserva, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!