Roteiros de viagens para se sentir num filme

Vocês também gostam de visitar lugares que te fazem sentir dentro de um filme? Me senti assim já em vários roteiros de viagens que fizemos, mas principalmente quando visitamos o cenário do Hobbiton na Nova Zelândia, mas existem muitos outros destinos ou roteiros cinematográficos por ai.

roteiro cinematográfico

Um deles com certeza é Los Angeles, além da cidade já ser toda em torno do cinema com a placa de Hollywood e a calçada da fama, fizemos um tour guiado dentro do Parque da Universal que foi demais.  Contei tudo aqui nesse post e acho que vcs vão gostar.

Já em Las vegas, além de tudo já parecer um filme, é muito comum encontrar personagens como esse do “Se beber não case”

las vegas personagem filmes

E ainda sobre locais cinematográficos, não poderia deixar de falar das praias da Thailandia e várias lembranças de filmes como A Praia, Se beber não case, e o do James Bond que é tão conhecido que até a praia leva esse nome adora.

praia roteiro thailandia

Também não dá pra descartar e falar das praias paradisiacas da Asia e não pensar em muitas cenas românticas, não é?

E não dá pra falar de cenário de filme sem lembrar de New York não é mesmo? A cidade respira cinema!

 

E vocês, algum lugar que foram e que se viram dentro de um filme? Comente ai embaixo e conte pra gente!

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.

 

Anúncios

Dicas de Foz do Iguaçu

Toda cidade tem uns segredinhos que só mesmo quem já morou ou visitou muitas vezes para saber.  São aqueles lugares especiais geralmente escondidos ou quase irreconhecíveis ser você não for um nativo. Sou de Foz do Iguaçu com muito orgulho e é por isso que preparei essas SUPER DICAS para vocês saberem tudo de lá.

Mulher cataratas iguaçu

Hoje quero escrever justamente sobre isso, o que faz de Foz do Iguaçu  {a minha querida cidade} para mim tão especial, além de todas as belezas naturais e atrativos turísticos que a cidade tem.

Morei lá aproximadamente 24 anos, tempo suficiente para conhecer cada detalhe. Mesmo quando morei em São Paulo, durante 4 anos, sempre que voltava tinha alguns lugares que eram passagem garantida.

Toda vez que alguém me pergunta de onde sou respondo com muito orgulho: Foz do Iguaçu, terra da maior Cataratas do Mundo, fronteira com Paraguay e Argentina etc etc etc…

Mas o que fazer e onde ficar em Foz?

Para falar resumidamente da parte turística no geral (Até porque sobre isso já tem muita coisa escrita por ai), recomendo para hospedagem prática e econômica o Turrance Hotel,  gosto muito da localização, que não esta exatamente na muvuca do centro, o que proporciona tranquilidade, mas também já esta no caminho da Av. Das Cataratas e tem tudo por perto (Farmácia, supermercado etc), o que o torna muito bom.

Além disso, tem um café da manha excelente. Para o jantar, torça para que ainda tenha o  rondeli de ricota e uva-passas: M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. Veja mais sobre o Hotel aqui. 

Pulo do gato: Sobre os quartos minha dica é pegar sempre o apto luxo, pois o outro é muito pequeno.

Se você quiser uma opção mais requintada, o Mabu Thermas é uma boa. Com excelente serviço e muitas opções de lazer, porém é realmente para quem quer curtir o Hotel e não conhecer a cidade. Aliás, indico muito para quem tem filhos.

Outras opções que gosto é Rafain Palace, apesar de ficar mais longe ainda assim vale à pena, mas em questão de localização fica um pouco fora.

Outro Hotel que foi recentemente reformado e esta muito bacana é o Vivaz Cataratas,  não me hospedei ainda mas fui algumas vezes e sem dúvidas recomendo.

Provando o café da manhã do Hotel com vista pra piscina:

Conheci inclusive as suites temáticas e achei bem legal, além da area de piscina e contato com a natureza no espaço que eles tem serem fenomenais. Se estiver calor não deixe de aproveitar o parque Aquático do Hotel. 

dicas cataratas onde ficar

E quais as dicas de passeios em Foz?

Visitando as Cataratas – Aconselho ir pela manhã que o sol ainda não esta tão quente principalmente se for no verão.  Foz chega a fazer uma média de uns 40 graus, e nem durante noite da trégua.  Já no inverno (por mais incrível que pareça) pode ser bem frio e chegar a -1… Pois é, essa é a minha cidade.

Prepare-se! Bom, chegando Vá direto para o mirante perto do Hotel das Cataratas. De lá faça a caminhada até a Garganta do Diabo e pegue o elevador onde com certeza de onde sairão as suas melhores fotos (E se molhar).

Depois disso recomendo almoçar no Porto Canoas, buffet muito bom e vista incrível. Pergunte se eles ainda servem os grelhados a parte do buffet, a tilápia era imperdível.

Você tem a opção também de fazer tudo isso a noite, a luz do Luar, incrível.

Luau nas cataratas

Dentro do Parque tem muitas atividades, gosto muito do circuito do Canion com arvorismo, mas é preciso estar com boa disposição física e tempo para isso. Para quem não tem, faça pelo menos o Macuco Safari, famoso barco que vai quase em baixo das quedas. É um pouco caro mas é um MUST. 

Com certeza após isso o dia terá terminado, então para o próximo, recomendo Itaipu e Paraguay – Se o objetivo for comprar algo diferente ou pelo menos cruzar a fronteira para ter uma idéia de como é.

Se for, procure ir com as vans de turismo que podem ser contratadas no hotel e compre somente nos grandes shoppings e lojas como Monaliza, Casa China ou Shopping del Leste, nunca nas ruas pois geralmente você vai acabar comprando algo de qualidade ou procedência duvidosa.

Sempre que vamos tento tirar uns dias de turista pra fazer algumas coisas diferentes, dessa vez fomos na Itaipu e no novo Marco das Três fronteiras que ficou um espaço super agradável inclusive para quem mora em Foz visitar. Confira tudo nesse video:

Pra quem pretende passar 3 dias, basicamente acaba sendo isso (apesar de que eu garanto que tem atrativos para 7 – Pergunte-me!). Dependendo do horário do voo ainda dá para conhecer as Cataratas do lado Argentino, que tem uma proposta totalmente diferente e nos permite aproximar mais das trilhas e das próprias quedas, enquanto o lado brasileiro é maior e mais contemplativo.

Veja aqui nosso video com um pouco de Puerto Iguazu, a cidade Argentina, só para destacar, a feirinha de queijos e vinhos é muito boa e tem empanadas incríveis e tudo bem mais barato do que em Foz.

Aproveite e leve seu passaporte – Você ganha 2 carimbos a mais numa viagem nacional 🙂

 

FOZ DO IGUAÇU

Muito, muito orgulho de ser iguaçuense =)

E o que é indispensável levar na mala para Foz: Muito protetor solar e tênis.

Confira mais dicas também outras dicas nosso Canal no youtube:

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.

Roteiro para Brasileiros na Austrália

Na mesma proporção que recebo pedidos de dicas para montar roteiro para Brasileiros na Austrália, também tem muita  gente que vem me perguntar o que mais se faz por aqui além de ver Cangurus.

Cangurus soltos na Australia

Foto de 2012 no nosso primeiro encontro com essas gracinhas em Morisset

Mas porque ir para Austrália?

Concordo que a viagem seja bem longa e vir Oceania acaba sendo um tanto fora de mão para Brasileiros, mas não tenho receio nenhum em dizer que vir pra cá pode se tornar a viagem da sua vida.

ESQUIBUNDA na australia

Ter deserto, praia, neve (sim, tem e provamos aqui), muita cultura e desenvolvimento num só país não é pra qualquer um. Já perdi as contas de quantas cidades do mundo eu conheço, mas se perguntarem qual é a minha favorita não vou hesitar em dizer que é Sydney. Não só porque é a aqui que escolhi morar, mas com certeza porque é realmente uma das mais lindas que já ví e tem uma energia inexplicável.

Quando minha família veio para cá ficar um mês no início desse ano, tentei montar um roteiro que entrasse no orçamento deles principalmente contando que a conversão do real para o dólar não ajuda muito, mas também atendesse o que a Austrália tem de melhor.Viajando com família Australia

Não foi fácil mas na minha opinião conseguimos o roteiro perfeito e quero compartilhar com vocês.

Dividimos a viagem em duas partes, metade do tempo viajando pelo país e a outra metade em Sydney.

Meu roteiro para Brasileiros na Austrália viajando pelas outras cidades:

  • 4 a 5 dias em GOLD COAST– Já fizemos esse roteiro de carro duas vezes. Dirigindo de Sydney fica umas 12 horas. Fizemos esse caminho de carro porque queríamos parar nas cidadezinhas pequenas e aproveitar esse tempo em família, mas pra que não tem muitos dias o melhor mesmo é voar pra lá pois fica a apenas 1h de Sydney e as passagens são bem em conta, coisa de $69 por trecho por exemplo.

Parques temáticos Austrália com FamíliaParque temático Gold Coast Australia

*Vantagens: É mais quente que Sydney e tem muitas praias e parques (Lembra bem Santa Catarina com Beto Carreiro). Ideal seria ficar pelo menos 3 dias. De lá também é de onde se vai para Byron Bay que fica a uma hora dirigindo e vale a pena alugar um carro e ir. Se puder passar a noite lá melhor ainda.

Vista Praia Austrália Byron Bay

Vista da churrasqueira pública de Byron Bay onde preparamos o nosso almoço na maior tranquilidade

Caso você só tenha 3 dias pra essa parte, dá também pra fazer bate e volta para Byron e diminuir pra 2 dias apenas em Gold Coast, cortando um dos parques. É corrido mas possível.

Aqui também tem um pouco de Brisbane, outra cidade que dá pra se ter como base para fazer os parques.

Melbourne aeroporto

  • 2 a 3 dias em Melbourne Confesso que sou relutante para falar de lá pois não fui um destino que me conquistou muito, mas como tenho certeza que mesmo que eu falar para vocês não irem que não vale a pena, a cidade é uma das maiores do país então assim como eu faria, vocês também vão querer ver com seus próprios olhos e tirar suas próprias conclusões.

Dicas do que fazer Melbourne

Mirante dos 12 apóstolos

 Dicas do que fazer Melbourne

Area Central de Melbourne Dicas do que fazer Melbourne

*Vantagens: A veia cultural da cidade é muito forte. Cafés, bares, shows e arte de rua por todo lado. É lá que se tira fotos das parece pixadas e das casinhas coloridas na Praia.

Uma das mais importantes do país onde acontecem as corridas de Formula 1, Mundial de Tênis e muitos outros eventos internacionais.

Grande Barreira de Corais passeio

3 a 4 dias na Barreira de Corais – Sempre achei que o único jeito de chegar lá era por Cairns,mas descobrimos que que também dá pra fazer por Airlie Beach ou melhor dizer Withsundays.

Grande Barreira de Corais mergulho

Na minha opinião Cairns ficou justamente muito saturado. Não estou falando que é uma má idéia ir por lá, mas  já fizemos as duas opções e pela distancia e destino escolheria Withsundays sem medo de ser feliz, afinal é possível fazer o mesmo passeio e ainda de quebra visitar a Whitehaven beach que é considerada umas das 10 mais bonitas do mundo.

Kayak praia na AustraliaPraia mais linda da australia

Sugeri de 3 a 4 dias aqui pra aproveitar melhor o destino e relaxar sem correria pois o lugar é mesmo um paraíso, mas se não tiver outro jeito, acredito que 2 dias pode ser suficiente, um para o mergulho e o outro para a praia, mas lembrando que ambos tomam o dia todo.

Alerta: Os passeios são caros, então prepare o bolso! Estou falando de algo em torno de $160 a $ 200 por dia com almoço.

Cartao desconto australia

Fizemos com essa empresa backpacker e com essa carteirinha o desconto fica muito bom.

*Vantagens: Apesar de ter praia em todos os lugares da Austrália aqui vai ser provavelmente onde você vai curtir mais em qualquer época do ano pois é sempre mais quente do que os outros destinos.

  • 2 a 3 dias para cidades menores ao redor de Sydney – Este seria o tempo mínimo para conhecer as cidadezinhas turísticas como por exemplo Hunter Valley que é o destino de vinhos e é imperdível. Pra quem não sabe a Austrália é um dos maiores produtores de vinhos do mundo. O vinho com rolha de plástico foi inventado aqui e os produtos são de extrema qualidade.

vinhos australia hunter valley

Veja o roteiro completo AQUI. Ficamos aqui no Crowne Plaza que é demais!

Hunter Valley Hotel Australia

Recomendo os dois, depende do seu tempo e disposição pois esta a umas 2h dirigindo de Sydney.

Onde ver camelos australia

Port Stephens que é onde tem os camelos, os golfinhos, as dunas e praias maravilhosas.

Se puder ir mais ao norte até  New Castle e Port Macquarie  são cidades lindas que também valem a pena.

Viajar pela australia carro

Ao Sul de Sydney também a apenas umas 2 horas de carro tem Jervis Bay que é conhecida por ter a areia mais branca do mundo. Fomos e comprovamos! Um dos destinos que entrou na minha lista pra voltar.

Ficamos na metade do caminho num hotel bem gostosinho, que recomento aqui nesse link. Para os lados de Jervis Bay também tem muita opção de hospedagem pelo Airbnb e campings áreas como já falei no post acima.

Praia areia branca australia

Se vier no inverno ou algo do tipo entre Abril a Outubro pode ir até as estações de neve que ficam a mais ou menos 5 horas de Sydney, em sentido da capital Canberra.

Outras Dicas para Austrália

Para quem vem pra cá com menos tempo, por exemplo 2 semanas (o que eu acho o mínimo para um país que tem o mesmo tamanho e diversidade em destinos como o Brasil), sugiro deixar uma semana para Sydney e uma para viajar. Neste caso iria somente para Gold Coast e barreira de Corais.

Aqui a parte detalhada do que fazer em Sydney na outra parte da viagem

E aqui como tirar o visto de turista para Austrália.

Nesse post algumas coisas que dá pra se fazer de graça na Austrália

 E se ainda não sabe o que fazer visite nosso Canal no Youtube e se inspire mais!

Para quem tem mais tempo

Ou conseguir enxugar um pouco mais os dias na Austrália e queira sugestões do que fazer por  aqui mas em outros países, sem dúvida inclua no roteiro:

  • Nova Zelândia Na pior das hipóteses 3 dias, mas senão pelo menos 1 semana já dá pra ver alguma coisa. Veja todo nosso roteiro de 10 dias nos posts aqui 
  • Indonésia – Bali Se você ler o post vai entender tudo!

E ainda, se estiver planejando algo maior, porque não aproveitar pra ir para o Japão, Tailândia, Fiji ou qualquer outro lugar na nossa vizinha Ásia?

Quer saber mais detalhes sobre o nosso roteiro ou ainda receber os detalhes de quanto gastamos por dia numa viagem dessas? Siga o blog e deixe seu e-mail nos comentários abaixo que mando tudinho para vocês.

***Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada reserva, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Sou de Foz do Iguaçu

Nascida e criada em Foz do Iguaçu, me sinto na obrigação de falar da minha cidade.

Poderia escrever muita coisa, mas acho que o melhor de tudo é não esquecer, que para ir para Argentina, você precisará do seu documento de identidade ORIGINAL! Não adianta levar carteira de motorista ou profissional. E para as crianças, se não estiver com um dos pais, precisará de uma autorização. Somente maiores de 18 anos passam…

Não esqueça, lá do outro lado, a 10 min de Foz você poderá fazer compras, degustar vinhos, queijos, azeitonas, tudo maravilhoso e com preço muito acessível. Além de carimbar mais um pais na sua listinha (ou no passaporte, se levar). Não vale a pena perder por causa do documento incorreto…

Acho que aqui seria mais de uma dica, certo? Mas para o primeiro, tá valendo!cataratas foz do iguaçu

Veja outros posts mais completos sobre a minha cidade aqui. 

Beijos e boa viagem!

Stopover na Malásia

Sempre quando vou viajar e tenho a oportunidade de parar, nem que seja algumas horas para conhecer mais algum lugar diferente tento fazer. Muitas vezes o difícil é conseguir informações para tours de um dia ou algumas horas.

Um dos stopover mais comuns na Asia é em Kuala Lumpur – Malásia. Paramos lá na ida e na volta da Tailândia. Na ida foram apenas algumas horas, o que nos fez passear pelos dois aeroportos. Isso mesmo, eles tem 2 um do lado do outro, ou melhor, uns 20 minutos de distância. Paramos no KUL, que parecia mais uma rodoviária. Estávamos vindo do Japão que estava o maior frio, cheios de casacos e botas, e chegando lá passamos o maior calor já de cara.

Nesta primeira parada, como tínhamos só umas 6 horas, pegamos um ônibus no aeroporto mesmo para fazer um tour para um segundo aeroporto que ficava a uns 20 min dali e eu tinha lido em algum lugar que era o aeroporto com maior floresta interna do mundo, muito bonito etc etc, só que não tem nada!

AEROPORTO KUALA LUMPURAEROPORTO ABANDONADO

 

 

 

 

 

No terraço do aeroporto tinha só umas plantinhas e dava vista a uma cascatinha artificial muito mal cuidada, ou seja, não perca seu tempo lá. A única coisa é que os restaurantes são um pouco melhores, só isso. Segue algumas fotos….Inclusive deveriam entrar na lista dos lugares abandonados mais incríveis do planeta 😛
AEROPORTO MALASIA

Na segunda vez, tínhamos mais tempo, tipo umas 8 horas, então decidimos ir para a cidade. E valeu muito! O Taxi ida e volta para fazer um tour rapidinho foi uns AU$ 70 e o taxista era muito gente boa. Vimos as Twins Petronas Towers que são as torres gêmeas mais altas do mundo, perdendo como mais altas no geral somente pela Tapei 101 em Taiwan e Burj Khalifa em Dubai. Impressionante! Lá dentro tem shopping, carro de corrida na entrada, e tudo praticamente (diria no país), é ligado ao petróleo.

Malasia

Eu não tinha nenhuma idéia sobre a história ou cultura da Malásia. Confesso que fiquei bem surpresa. Encontrei dois mundos, aquele do aeroporto, bagunçado, calor, banheiros sujos e com bastante presença religiosa muçulmana, o que confesso que muitas vezes não me deixa confortável, devido ao machismo e o estilo das vestes – Lá nós é que somos os “diferentões”, por exemplo. E o outro mundo na cidade, com prédios arquitetônicos incríveis, muita riqueza exposta através dos carros, lojas e das próprias pessoas. Além disso, o inglês fluente de todo mundo (Tá vendo Brasil?!).

Fica bem clara que eles gostam mesmo é de grandes obras. Parece desenho, mas essa é uma real foto 🙂

Image

Bom, minha dica é, caso vc tenha tempo, vale a pena fazer um stopover na Malásia sim, nem que seja por algumas horas, e fazer um bate-volta até a cidade.

Quer saber de outros stopovers que fizemos? Veja aqui 

É isso ai, e não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais🙂

Navio ou Resort?

Muitas vezes na hora de decidir as férias,  a gente acaba se fazendo esta pergunta. Gastar os dias navegando, e conhecendo diferentes paisagens ou relaxar em apenas um lugar ficando em Navio ou Resort?

Sou suspeita para falar de Resorts já que amo a filosofia all-inclusive. Não somente por parte da comida, mas também do lazer.

Adoro ir para um lugar onde posso esquecer a carteira, ter um montão de atividades para fazer incluindo esportes e festas temáticas, por exemplo.  Mas ai você pode estar pensando, mas navio também tem tudo isso…Tem sim, mas também sou fã da possibilidade de poder fazer algo diferente na hora que quiser, como por exemplo ficar até mais tarde na vila da cidade, o que geralmente é bem agradável a noite.

club med trancoso

Bar da Praia – Club Med Trancoso – BA

Mas porque escolher Navio ou Resort para as suas férias?

Navio

Opção mais econômica para quem quer ter uma rápida visão de vários lugares ao mesmo tempo. Minha experiência com navio foi só MSC e num roteiro nacional. Foram apenas 3 dias no Sudeste. Saímos de Santos e fomos até o Rio com algumas paradas em locais tipo Búzios, Angra e Ilha Grande.

buzios

Durante a parada do Navio – Entardecer em Búzios – RJ

O navio era lindo, grande e luxuoso, porém achei o buffet do café da manha e do almoço bem fraquinho e a animação de forma geral bem limitada. O jantar era a La Carte e ai sim era um pouco melhor.

As piscinas eram pequenas e estavam sempre lotadas. Pra quem gosta mais de algo mais reservado cruzeiro dentro do Brasil definitivamente não é a opção.

vista deck navio

Panorâmica do Navio com vista para a Ponte Rio – Niterói numa manha bem cedo antes das cadeiras serem todas ocupadas.

Acho que por eu ser meio agitada tenho um certo problema em estar num lugar sem opção e me sinto facilmente incomodada com isso. Quanto a cabine, pegamos uma com janela. Nunca mais! Se não for com sacada não dá….imagina quem ficou naquelas sem vista nenhuma…

Resort

Conheço alguns resorts no Brasil, como por exemplo os melhores Club Med (sem dúvidas meu estilo favorito), Costa do Sauipe, IberoStar, Tivoli Praia do Forte (Muito bom!), Rifólis, Catussaba, Cana brava, Mabu Thermas, The Royal Palm Plaza, entre outros. Ou seja, sei do que estou falando.

ITAPARICA

Vista do deck – Club Med Itaparica – BA

 Independente do estilo de cada um desses resorts, como por exemplo, um pode ser mais romântico e o outro mais agitado, todos no geral tem excelente comida, lazer e espaço, muito espaço para fazer o que quiser. Quero dizer, se você quer ficar perto das atividades ou áreas comum pode, mas também tem a opção caminhar na praia, na área verde (Que praticamente todos tem), e o mais importante: Você pode sair de lá a hora que quiser e pode voltar de madrugada que o Resort não vai se mover.

Catussaba

Na nossa lua de mel em 2008 na área verde do Cana Brava Resort – Ilhéus – BA

Quer dizer então que nunca mais iria para um navio ou não recomendo? Não é bem assim…Recomendo sim, e pretendo em breve fazer uma viagem maior, mas não nacional. Se eu estivesse no Brasil agora e pudesse escolher com certeza iria para um Resort. Claro que o preço também geralmente é superior, afinal tudo que é melhor é mais caro. Mas se estamos falando daquelas férias sagradas que tanto esperamos, não queremos ter desilusão.

Veja aqui o nosso post completo sobre o Vila Gale Cabo do Santo Agostinho. 

Ainda mais falando de costa brasileira, nada melhor do que ficar em terra firme, vivenciar o melhor do Brasil, até porque num cruzeiro mesmo em águas brasileiras, estamos em território internacional portanto a comida, e as músicas por exemplo, não vão ter cara de Brasil. E eu que sei, só o Brasil tem gosto de festa de verdade, que saudades disso!!!

Se fosse para fazer algo próximo do Brasil faria algo tipo Buenos Aires e Uruguay que são lugares que conheço bem e queria ver de um angulo diferente. Acho que assim poderia ser bem interessante. Bom, também não dá pra desanimar só porque fui uma vez, por isso com certeza pretendo dar mais uma chance =)

Rifóles

Vista relax do Rifóles – Natal – RN

E você, já viajou de navio? Tem algum resort preferido?  Compartilhe sua dica!

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.

Dicas de roteiro para a Tailândia

Hoje vamos falar da  Tailândia, em especial Ao Nang Beach – Krabi onde ficamos e daremos dicas do que fazer em termos de passeios e roteiro. 

cenário filme thailandia

Um dos momentos mais marcantes para mim foi andar de elefante. Uma experiência incrível, mas não sei se exatamente indico ou se voltaria a fazer. Primeiro porque achei um pouco triste para os animais, depois porque dá muito, mais muito medo!!!

andar de elefante

A impressão que dá é que ele vai cair a qualquer momento e claro, a gente vai junto. Não curti muito.

Apesar disso, adorei a empresa que escolhemos para os serviços. No primeiro dia tivemos problemas com o passeio (Achamos que tinha muita gente e não gostamos muito do roteiro), então eles nos sugeriram esta empresa aqui embaixo e por conta do problema do dia anterior, acabaram nos dando um serviço Vip que gostamos muito.

 

andar de elefante

Depois disso decidimos fazer todos os outros roteiros com esta Agencia Creation Logistics. As meninas são super queridas e ajudam muito. Esqueci meu tênis no local do passeio anterior e no outro dia eles levaram de volta (Admirei não só a honestidade mas também a prestação do serviço).

Passeios na Tailandia

Foi tudo perfeito,  as praias e a comida da Tailândia, mas acima de tudo as pessoas! Fácil amar todo mundo por lá.

Ficamos no Devassa Plaza Krabi Hotel que inclusive era Mercure e foi maravilhoso. Um super dica que deixo inclusive que acho que confunde muito as pessoas é sobre em que regiao ficar.

Muito se fala de Phuket mas infelizmente essa região esta saturada pelo turismo, ou seja praia sujas, lotadas e caras. Optamos por ficar em Ao Nang que não tem nada demais, mas é o ponto mais barato  para sair com os passeios. Além disso a região é muito mais familiar que Phuket.

Cashew nut bangalows krabi

Agora pra quem esta com o orçamento apertado também ficamos uma noite nesta pousadinha Cashew Nut digamos que honesta, pois o nosso hotel não tinha mais disponibilidade. Nada demais mas “ficável”.

Pousada Tailandia

Veja aqui todo nosso roteiro por Bangkok

Quer saber mais sobre as nossas viagens diárias? Segue a gente no Instagram @silvimaedinatravel

Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com assim ganhamos uma pequena comissão em cada hospedagem, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

O melhor carrinho de bebê para levar no avião

Quando decidi ir para o Brasil sozinha com meu bebê de 7 meses na época sabia que precisava contar com a ajuda de um carrinho que pudesse me ajudar na jornada de mais de 24h de voo saindo aqui de Sydney, sem contar as paradas então precisava de um carrinho de Bebê para levar no avião, mais precisamente no compartimento de bagagem de mão.

Que carrinho de bebê é esse?

Fiz várias pesquisas e confesso que não achei muita coisa a respeito, por isso resolvi gravar esse video contando minha experiência com o Mountain Buggy Nano um dos menores carrinhos disponíveis no mercado.

Não precisa despachar

Ele dobra tanto que pode ser levado como bagagem de mão em cima do avião exatamente como eu precisava o que foi indispensável na hora da escolha já que muita gente me dizia que poderia levar o carrinho até a porta do avião e que depois disso ele seria despachado e que me entregariam de novo no destino, porém algumas amigas tiveram problemas com essa entrega. Eu queria ter certeza que teria o carrinho, ou seja, queria que ele ficasse o tempo todo comigo e isso aconteceu.

Siga a gente no Instagram @silviamedinatravel para mais dicas de viagens com crianças. Essa foto foi em Nova York e ele já estava com 2 anos e meio e ainda estavámos utilizando muito o carrinho.

View this post on Instagram

Daqui uns dias eu e meus companheirinhos de viagem estamos partindo pra mais uma. Eu, Samuel, Baby 2 e claro o #mountainbuggynano que viaja com a gente desde que o Samuel tinha 7 meses, já foi 3 vezes para o Brasil, já foi pra Asia e a última foi dessa foto em #Newyork sem contar as inúmeras viagens pela Austrália e os passeios diários por Sydney. Não é à toa que a review que fiz dele é o post mais visitado lá no Blog e um dos videos mais vistos lá no canal, e não, esse não é um post patrocinado 😉🤷🏻‍♀️ @mountain_buggy #dicademae #outandabout #carrinhodebebeparaviagem #maededois #brasileirosnaaustralia #mamaesbrasileiras #brasileirosemsydney #maesbrasileiras

A post shared by Silvia Medina 👨‍👩‍👦‍👦 (@silviamedinatravel) on

Em alguns trechos os comissários até queriam despachar mas eu explicava o tamanho e a necessidade e eles entendiam, assim o carrinho ficava.

Estou usando esse carrinho aqui também no dia-a-dia e é ótimo pois é super leve.

carrinho aviao dobrável

E vocês já usaram algum carrinho como esse?

Deixo aqui também o link das viagens que já fizemos com nosso bebê e aqui das minhas 10 dicas de mãe viajante. 

Se quiserem saber mais sobre como arrumar a mala levando apenas o necessário vejam esse post aqui.

Para saber mais sobre como organizamos nossas viagens e como ajudar o blog a crescer use esse link do Booking.com ou qualquer outro dos nossos parceiros aqui, assim ganhamos uma pequena comissão em cada hospedagem, sem nenhuma taxa a mais na sua reserva!

Hunter Valley roteiro de vinhos na Austrália

Já estivemos 3 vezes na região de vinhos da Austrália, mais conhecida como Hunter Valley. A primeira vez fizemos um tour bem interessante com a empresa Colourful Trips que incluia no roteiro passar em 3 vinícolas com o wine tasting ou degustação de vinhos e um almoço estilo barbecue Australiano.

vinhos australia hunter valley

Fizemos esse tour logo que chegamos aqui e ainda éramos estudantes. Acho que se você não tem carro e quer fazer algo que seja organizado por alguém (afinal a idéia é degustar os vinhos e ninguém vai querer sair dirigindo depois né) acho bem válido.

1008205_10201143291361481_276718961_o

Agora, se você esta procurando algo mais do estilo uma viagem de final de semana pra escapar de Sydney super recomendo ficar por lá e fazer tudo por conta mesmo.

 

View this post on Instagram

🍇🍇🍇

A post shared by Silvia Medina 👨‍👩‍👦‍👦 (@silviamedinatravel) on

Nós já ficamos no Crowne Plaza Hunter Valley duas vezes e o Hotel é divino.

Na primeira ficamos na área central do Hotel nos quartos normais mesmo. Veja aqui o nosso video com o tour completo por lá:

Na segunda pegamos uma villa com 3 quartos e uma super cozinha pois passamos o Natal e foi demais.

dicas sydney roteiro vinhos

A piscina do Hotel é maravilhosa, além disso eles dispõem de bastante atividades para as crianças, golf, uma pizzaria e ainda sua própria cervejaria.

hunter valley hotel

A cidade apesar de pequena tem muita programação. Tudo fica meio concentrado nessa vilinha próxima ao Gardens. Ali mesmo você pode encontrar várias Wineries que fazer o wine tasting (ou cheese e chocolate tasting também). Dá pra aprender bastante coisa sobre vinhos! Só ir chegando nas lojinhas e perguntando 🙂

Neste mesmo lugar acontece um show natalino de luzes encantador. Compramos os convites online no dia mesmo e pagamos algo em torno de $30.

luzes natal australia

Essa é a minha winery preferida todas as vezes que vamos lá voltamos neste mesmo lugar.

hunter valley onde ficar

Veja neste post o roteiro completo para Brasileiros na Austrália. 

*E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.

 

Debaixo dos caracóis dos seus cabelos…Uma viagem pra contar!

Viagem pode ser um problema para quem tem cabelos enrolados como o meu (E provavelmente isto é para a maioria das brasileiras). Só quem tem um cabelo bem Brasileiro sabe do que eu estou falando! Sobreviver no exterior com cachos não é pra qualquer um!

20131126-101744.jpg

Meus cachos num dia bem-humorado ficam assim 🙂

Morando fora ou viajando, geralmente não temos o luxo de ter nosso salão preferido ou a facilidade de ter 300 tipos de produtos na prateleira de qualquer supermercado.

É muito difícil encontrar definidores de cachos, cremes sem enxágüe ou qualquer coisa para cabelos desse tipo, como os básicos e super econômicos do Brasil (Seda hidraloe, Elseve etc).  Isso passa a ser quase uma missão aqui em Sydney por exemplo!

Por isso, hoje decidi dar uma  dica de viagem fora do padrão:

Como ter Cachos bonitos em qualquer lugar do mundo ou como fazer eles sobreviverem a uma viagem no exterior.

Elseve

Um dos produtos que eu mais usava no Brasil e pagava no máximo R$ 9,00. 

Eu demorei alguns anos da minha vida para aprender a cuidar dos meus cachos, e nesse meio tempo vivia com o cabelo amarrado ou escovado. Uma pena pois  após ter descoberto como domar as madeixas amo meus cachinhos e acho que todo cabelo encaracolado deveria ser orgulho nacional. P.S – Creditos ao meu marido que foi o maior incentivador pois sempre amou meus cachinhos e pedia para deixar assim 🙂

Quando vim morar na Australia fiquei desesperada pois não encontrava nenhum produto para este tipo de cabelo. Eu trouxe uns 3 potes do Brasil mas sabia que em algum momento eles iriam terminar e antes que isso acontecesse comecei as minhas pesquisas. Tá certo que eles são produtos bem mais caros, nada de marca de supermercado, mas pelo menos a qualidade também é bem superior.

Esses foram os testados:

  •     Redken – Nota 10

Usei quase toda a linha. O shampoo cremoso (que dá uma sensação de lavar sem agredir) e o  leave in sao maravilhosos. Super recomendo! Aqui o potinho pequeno pra viagem custa AU$ 5,00 e o creme grande AU$ 24,00

Redken

  •  Monocorroil – Nota 10

Sem palavras…É um dos mais caros por aqui mas o creme sem enxague é o melhor. O mais barato que encontrei foi por AU$ 37,00 , mas tem sido a minha salvação. Estou louca para testar o shampoo e o condicionador. Esperando uma “oportunidade” $$$.

moroconnoil

  •  Morrocan Argan Oil – Nota 9

Vende em supermercado por aqui e tem um preço até que acessível (AU$ 19,00 cada). Gosto muito mas só achei creme e shampoo. Seria perfeito se tivesse o sem enxague.

Moroccan Argan

  • Jhon Frienda – Nota 8

Já tinha usado um marronzinho para cabelos coloridos quando eu tinha mechas e lembro que não gostei, mas agora usei o para cabelos enrollados e estou amando.  Usei o shampoo e o condicionador para cabelos enrolados, mas ainda esta faltando o leave in e o creme de hidrataçao. Pretendo experimentar em breve e contar como foi.

john_frieda cabelos enrolados

  •   Pantene – Nota 8

Não tem linha para cabelos enrolados aqui, porem uso esse da foto e quebra um galho quando nao estou podendo gastar muito. O creme sem enxágüe é o mais barato que encontrei. Fica uns AU$ 8,00. Os demais produtos ficam no máximo AU$ 15,00 esse pote enorme de 750ml.

Pantene

Veja o review atualizado nesse video no meu canal

 

  •   Tony & Guy / TIGI Bed Head – Nota 5

Estou classificando duas marcas diferentes aqui, mas que achei a mesma coisa. Sinceramente pelo preço não gostei. Não sei se compraria novamente. Se você teve um experiência diferente me conte! A Bed Head já tinha usado o leave-in no Brasil também e não tinha achado nada demais.

AU$15,00 o pote de hidratação Tony & Guy e AU$ 10,00 o shampoo Dead Head numa promoção.

cabelos enrolados

Também indico esses produtos para quem mora no Brasil e quer investir em algo de qualidade para o cabelo e se estiver viajando para o exterior (principalmente Estados Unidos), sugiro investir nessas compras e acho até que vai ser bem mais barato do que aqui. 

Já usei kerastase e Loreal (Linha profissional de tratamento), não estou usando no momento porque aqui é bem caro… Coisa de AU$ 40,00 um pote de 200ml. Mas super recomendo,  principalmente o kerastase.

kerastase

Pra quem for para Foz do Iguacu encontra um “genérico” no Paraguay chamado Kerasys. É excelente e o preço melhor ainda! Encontrei tabém em Bangkok. Acho que foi coisa de 6 dolares um pote enorme. No Paraguay vai ser uns 20 dolares. Para cabelo com progressiva também é muito recomendado.

Não tenho no momento mas segue a foto da internet mesmo. Já usei e recomendo o rosa e o bege.

Hair_Care_-_Kerasys_Sampoo%2FRinse

Uma coisa que percebo também que faz diferença para o meu cabelo  é trocar sempre de produto (Quando vejo que meu cabelo meio que acostumou com o produto). Então procuro nunca lavo mais de duas/três  vezes seguida com o mesmo, ou seja, meu banheiro tem pelo menos 3 opções diferente sempre.

Já ouvi algumas meninas que continuam usando os do Brasil mesmo (pedindo pelo correio ou trazendo aos montes), e você o que faz para manter o cabelo inteiro mesmo durante as viagens?

Atualizando – Vejam só o resultado do meu cabelo sendo cuidando em salão na Austrália

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.