Vila Galé Cabo de Santo Agostinho Resort

Quando morávamos no Brasil eu viajava muito à trabalho e acabava indo para vários resorts principalmente para o nordeste. Após 5 anos morando na Austrália eu já não me aguentava mais de saudades das praias, da comida e das pessoas que só lá a gente encontra. Foi então que resolvemos juntar o útil ao agradável e viajar para o Vila Galé Eco Resort do Cabo de Santo Agostinho em Pernambuco, só a uns 40 min do aeroporto de Recife.

2017-06-16 20.18.01

Além disso, queríamos que a minha sogra tivesse um tempo de qualidade conosco e achamos que viajando com ela para um Hotel com tudo incluídoseria o melhor jeito da gente descansar e parar um pouco pra aproveitar esse momento juntos em Família (Já falei bastante sobre isso aqui). 

Como escolhemos o destino e o Hotel?

Procuramos escolher a melhor opção dentro dos padrões de Resort x custo benefício x localização que a gente pode, tendo em vista que estávamos fazendo uma viagem longa do Brasil pra Austrália com um bebê e que iríamos ainda viajar muito pelo Brasil pois nossa família fica em Foz do Iguaçu.

Infelizmente pegamos época de chuva e inverno em Junho, mas mesmo assim deu pra aproveitar um pouco.

Registramos todos os detalhes nesse video

Mas o que realmente achamos do Vila Galé?

No geral, o Hotel atendeu as expectativas, porém acho importante ressaltar que entre as opções do Brasil é uma das mais simples.

Os quartos eram bons (nada de mais, nada de menos), o espaço do Hotel é fantástico, muito verde, praia ali na frente dos quartos e ponto.

vista quarto vila galé recife

Recreação/atividades – quase não usamos e também não senti muita presença deles. Nas noites temáticas esperava ter mais de Brasil, Axé, nordeste e só se ouvia música do estilo eletrônica inclusive na piscina (teve até funk).

Funcionários – Acho que já no check-in faltou aquela alegria da hospitalidade nordestina. Não tivemos informações básicas como por exemplo saber que existia um menu especial para Bebês, que inclusive foi muito bem elaborado, mas se ninguém avisa para que que serve não é?  Agora os funcionários do restaurante (garçons) foram excelentes!!!

Como era a Alimentação all inclusive no Resort?

Senti um pouco de falta da culinária nordestina, principalmente pra gente vindo de fora estávamos com muita vontade de experimentar as delicias do nordeste e acho que não tinha muita opção neste sentido.

Achei a variedade em todas as refeições muito boa, ou seja tinha muita coisa pra comer toda hora, porém acho que as vezes menos é mais, poderiam diminuir as opções e melhorar na qualidade principalmente nos petiscos do bar e lanches da tarde.

O café da manhã que é sempre algo que destaco nas minhas fotos do Instagram por exemplo, acho que também ficou a desejar, pouca variedade de pães e bolos. O Hotel que ficamos em Minas que era bem menor dá um show neles.

Outra coisa que não achei legal foi a forma que o restaurante a La carte é oferecido. Você precisa pegar uma fila durante o dia que demora sério, no mínimo meio hora para tentar reservar os restaurantes opcionais se não quiser o buffet. Acho que isso deveria ser mais claro no site do hotel pois só fala que existe e não que tem limitação ( sim te limitam a usar esses restaurantes dependendo das noites que você tem).

a la carte vila gale

Não posso deixar de dizer que apesar da dificuldade de reservar, as opções a la carte são excelentes. 

Um paraíso a parte: o SPA

Pegamos um dia inteiro de chuva – graças a Deus – por causa disso acabamos caindo lá no maravilhoso spa e fizemos massagem, utilizamos as piscinas aquecidas e as hidros. Achei tudo muito lindo e bem organizado, além de um ambiente super relaxante com estilo das  famosas casas de massagem asiáticas. Perfeito!

Spa Vila Gale recife

Não estou dizendo que não voltaria ou não gostei, mas acho importante ressaltar minha sincera opinião em todos os detalhes, não só no que gostei mas no que também acho que poderia ser diferente. Acho que é dessa forma que se evitam frustrações.

Pra mim, o que faltou principalmente foi aquele calor do nordeste, até pelo que falei no início que era justamente o que queríamos sentir. Talvez por ser uma rede portuguesa e ter uma visão mais voltada para um público diferente do que eu estou acostumada, como por exemplo o All Inclusive Club Med. 

Espero ter outra oportunidade para conhecer outros hotéis da Rede Vila Galé e quem sabe ter uma outra impressão.

Não poderia terminar esse post sem antes agradecer mais uma vez a Vivenda Turismo pelo apoio de sempre. Eles nos ajudaram a fazer todas as reservas mesmo estando aqui do outro lado do mundo, são especialistas em resorts e viagens de luxo.

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.

Navio ou Resort?

Muitas vezes na hora de decidir as férias,  a gente acaba se fazendo esta pergunta. Gastar os dias navegando, e conhecendo diferentes paisagens ou relaxar em apenas um lugar?

Sou suspeita para falar de Resorts já que amo a filosofia all-inclusive. Não somente por parte da comida, mas também do lazer. Adoro ir para um lugar onde posso esquecer a carteira, ter um montão de atividades para fazer incluindo esportes e festas temáticas, por exemplo.  Mas ai você pode estar pensando, mas navio também tem tudo isso…Tem sim, mas também sou fã da possibilidade de poder fazer algo diferente na hora que quiser, como por exemplo ficar até mais tarde na vila da cidade, o que geralmente é bem agradável a noite. Portanto, apesar de gostar da opção navio, de uma forma geral, ainda fico com Resort.

Trancoso Bar da Praia – Club Med Trancoso – BA

Vamos aos fatos

Navio

Opção mais econômica para quem quer ter uma rápida visão de vários lugares ao mesmo tempo. Minha experiência com navio foi só MSC e num roteiro nacional. Foram apenas 3 dias no Sudeste. Saímos de Santos e fomos até o Rio com algumas paradas em locais tipo Búzios, Angra e Ilha Grande.

buzios

Durante a parada do Navio – Entardecer em Búzios – RJ

O navio era lindo, grande e luxuoso, porém achei o buffet do café da manha e do almoço bem fraquinho e a animação de forma geral bem limitada. O jantar era a La Carte e ai sim era um pouco melhor.

As piscinas eram pequenas e estavam sempre lotadas. Pra quem gosta mais de algo mais reservado cruzeiro dentro do Brasil definitivamente não é a opção.

navio2

Panorâmica do Navio com vista para a Ponte Rio – Niterói numa manha bem cedo antes das cadeiras serem todas ocupadas.

Acho que por eu ser meio agitada tenho um certo problema em estar num lugar sem opção e me sinto facilmente encomodada com isso. Quanto a cabine, pegamos uma com janela. Nunca mais! Se não for com sacada não dá….imagina quem ficou naquelas sem vista nenhuma…

Resort

Conheço alguns resorts no Brasil, como por exemplo os melhores Club Med (sem dúvidas meu estilo favorito), Costa do Sauipe, IberoStar, Tivoli Praia do Forte (Muito bom!), Rifólis, Catussaba, Cana brava, Mabu Thermas, The Royal Palm Plaza, entre outros. Ou seja, sei do que estou falando.

ITAPARICA

Vista do deck – Club Med Itaparica – BA

 Independente do estilo de cada um desses resorts, como por exemplo, um pode ser mais romântico e o outro mais agitado, todos no geral tem excelente comida, lazer e espaço, muito espaço para fazer o que quiser. Quero dizer, se você quer ficar perto das atividades ou áreas comum pode, mas também tem a opção caminhar na praia, na área verde (Que praticamente todos tem), e o mais importante: Você pode sair de lá a hora que quiser e pode voltar de madrugada que o Resort não vai se mover.

Catussaba

Área verde do Cana Brava Resort – Ilhéus – BA

Quer dizer então que nunca mais iria para um navio ou não recomendo? Não é bem assim…Recomendo sim, e pretendo em breve fazer uma viagem maior, mas não nacional. Se eu estivesse no Brasil agora e pudesse escolher com certeza iria para um Resort. Claro que o preço também geralmente é superior, afinal tudo que é melhor é mais caro. Mas se estamos falando daquelas férias sagradas que tanto esperamos, não queremos ter desilusão.

Ainda mais falando de costa brasileira, nada melhor do que ficar em terra firme, vivenciar o melhor do Brasil, até porque num cruzeiro mesmo em águas brasileiras, estamos em território internacional portanto a comida, e as músicas por exemplo, não vão ter cara de Brasil. E eu que sei, só o Brasil tem gosto de festa de verdade, que saudades disso!!!

Se fosse para fazer algo próximo do Brasil faria algo tipo Buenos Aires e Uruguay que são lugares que conheço bem e queria ver de um angulo diferente. Acho que assim poderia ser bem interessante. Bom, também não dá pra desanimar só porque fui uma vez, por isso com certeza pretendo dar mais uma chance =)

Rifóles

Vista relax do Rifóles – Natal – RN

E você, já viajou de navio? Tem algum resort preferido?  Compartilhe sua dica!

****

E não esqueçam: Use os links dos parceiros encontrados no blog, ganhamos uma pequena comissão, SEM TAXAS EXTRAS PARA VOCÊS, e assim ajuda a gente a viajar mais pelo mundo, contar para vocês e nosso trabalho a crescer ainda mais.